2º dia da novena – Senhora Aparecida: das águas à graça batismal

54

1. Acolhida
(Procissão de Entrada)

2. Saudação Litúrgica
P.: Em nome do Pai † e do Filho e do Espírito Santo.
–Nós vos louvamos, Senhor, pois nada poderá viver sem vosso amor. Amém!

P.: Ó Maria, Senhora Aparecida, quem poderia narrar vosso amor sempre novo e as graças que concedestes ao vosso povo? Sois o sinal dos incontáveis favores que o Senhor, por
sua bondade, do céu nos envia.
–Benditas sejam as águas do rio Paraíba, que guardaram tão belo sinal: a imagem da Mãe do Redentor!

3. Contemplando Maria
(Entronização e incensação da Imagem.
Logo após, fazem-se a contemplação e a saudação jubilar que seguem. Durante a
incensação da imagem, silêncio orante.)
P.: Maria, vós sois a Rainha do mundo, plena de humildade e servidão; a vós erguemos nossos olhos,
– para vos contemplar, ó Virgem pura, santa e bendita!

P.: Vós, ó Maria, que tanto amastes vosso Filho e sempre vos pusestes na escuta de sua Palavra,
–ajudai-nos a ouvir com mais amor,

P.: no tempo de agora e em nossa história,
– o que nos diz o Senhor!

L.: Estendeis sobre nós as asas da misericórdia e protegei-nos, como a águia, a seus filhotes,
– pois sois a advogada dos pecadores e a consolação dos cativos e explorados!

L.: Conservai-nos, ó Senhora, na força divina, na graça de nosso batismo e, como surgistes das águas vossa imagem,
–fazei-nos surgir na graça da vida nova!

L.: Nós vos honramos, ó Maria, Virgem Aparecida, pois fostes o Templo de Deus, onde se iniciou a salvação do mundo, a reconciliação entre o céu e a terra, entre Deus e nossa humanidade,
– e trouxestes, em vosso seio bendito, Jesus, nosso Redentor. Amém

Saudação Jubilar
UMA CRIANÇA: Ó bela Senhora
Aparecida, nós, as crianças, amamo-vos, pois sois nossa Mãe. Carregamos em nossas mãos nosso coração, como se fosse uma fl or para vos oferecer. Nós ainda temos
muito para aprender na vida, mas já sabemos que sois a Mãe de Jesus e nossa Mãe querida.

Flores belas, flores lindas são nossa vida, que vos oferecemos, ó Maria. Obrigado, Senhora Aparecida, por morardes há trezentos anos entre nós; fazei, ó Maria, descansarem e adormece rem em nosso coração vossa paz e vosso Jesus. Amém!

4. Louvores a Maria
P.: As águas das fontes se alegram, ó Maria, pois, derramadas sobre nossas frontes, dão-nos a graça do batismo
– e, em nós, infundem a vida nova da graça e da salvação!

P.: Vós fostes imergida nas águas do rio Paraíba; de lá viestes à luz e nos mostrastes,
– há trezentos anos, o quanto somos amados por Jesus!

P.: A água do batismo nos torna fecundos de vida,
– como a fartura de peixe, naquele dia, na rede dos pescadores!

P.: Ó tão bela e grande Senhora, Rainha e Mãe da humildade e do amor serviçal, nós vos louvamos com gratidão.
– De Deus sois bela criatura.
Maria, louvamos a vós!
–Dos pobres sois o amparo maternal.
–Dos jovens sois o modelo e guia.
Mãe Aparecida, a vós nosso louvor!

– Da pátria sois Mãe e Rainha.
Maria, louvamos a vós!
– Fazei-nos viver nosso batismo.
– E alcançar a santidade e a paz.
Mãe Aparecida, a vós nosso louvor!

P.: Ó Deus, como as águas nascidas a fonte, que escorrem pelas escarpas e cascatas, formam rios e enchem mares, assim é a graça de nosso batismo, que nos plenifica de amor
– e nos conduz à missão e santificação. Amém!

5. Palavra de Deus
P.: Senhor Deus, como a suavidade da mais bela melodia, que ressoa em nosso ouvido, a beleza e o encanto de vossa Palavra ressoam em nosso coração.
– Nada há de mais sublime, no meio de vossas criaturas, do que vossa Palavra redentora!

P.: Vossa filha predileta, Maria, é modelo incontestável dos servidores do Evangelho, dos que vivem com alegria seu batismo
– e renascem, em cada dia, na força de vosso amor servidor, libertador e salvador!

P.: Vossa Palavra vai fecundar nossa existência, como a chuva fecunda a terra e faz brotar a semente,
– e caminharemos unidos na fraternidade, vivendo vida de Comunidade. Amém!

(Acolhimento da PALAVRA DE DEUS:
fonte de vida, fonte de salvação)
– Cântico à PALAVRA DE DEUS
– Anúncio – Nicodemos e Jesus – Jo 3,1-8

Havia entre os fariseus um homem chamado Nicodemos, que pertencia à elite do povo judeu.
Certa noite, ele foi ter com Jesus, e lhe disse:
“Rabi, sabemos que vens da parte de Deus como Mestre; pois ninguém é capaz de fazer os milagres que fazes, se Deus não estiver com ele”.
Respondeu-lhe Jesus: “Eu lhe afirmo com toda certeza: se a gente não nascer do alto, não pode ver o Reino de Deus”.
Nicodemos perguntou-lhe:
“Como pode o homem nascer, sendo já velho? Certamente, não vai entrar de novo no seio de sua mãe e nascer…”
Respondeu-lhe Jesus: “Eu lhe afirmo com toda certeza: se a gente não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no Reino de Deus.
O que nasce da carne é carne; o que nasce do Espírito é espírito.
Não se admire porque eu lhe disse que vocês precisam nascer do alto.
O vento sopra onde quer, e a gente ouve sua voz, mas não sabe de onde vem nem para
onde vai. Assim é todo aquele que nasceu do Espírito”.
– Palavra da Salvação.
– Glória a vós, Senhor.

(Mensagem)
6. Compromisso Solidário
P.: Recordemos, com alegria, a missão de João Batista nas margens do rio Jordão, onde pregava a chegada do Messias, o Cordeiro de Deus, e realizava o batismo de conversão,
– e vamos compreender o quanto ainda precisamos mudar em nosso coração!

L.: Se benditas eram as águas do Jordão, que convidavam para um novo êxodo, as águas do rio Paraíba também nos chamam para mais união,
– em nossas Comunidades, vivendo na fraternidade, na alegria e na partilha do pão!

L.: Os simples se aproximavam e escutavam o que João dizia e se enchiam de esperança no novo tempo que ele anunciava; como os três pescadores, João Alves, Felipe Pedroso e Domingos Garcia,
– vamos viver a graça de Deus em cada dia!

P.: Vossa luz, ó Jesus, afugente do meio de nós as trevas do orgulho, do egoísmo, das vaidades e da hipocrisia, e, abraçando nossa missão batismal,
–seremos uma Igreja Ministerial, na qual o serviço de amor ocupará o primeiro lugar. Amém!

(Procissão da Caridade – Oferta dos Alimentos)
7. Por Maria a Jesus
P.: Ó Soberana Senhora, esperança dos eleitos e alegria dos bem-aventurados,
– guiai nossa vida no caminho de Jesus!

L.: Vós, que fostes o trono do Senhor do Universo, o Filho de Deus encarnado em vosso seio,
– fazei-nos cristãos portadores de paz e de esperança em nosso mundo e em nossa pátria!

L.: Ajudai-nos, ó Mãe, a fazer os êxodos necessários para vivermos o Batismo, que é a mesma missão de Jesus, que agora acolhemos, presente na Eucaristia; Ele é nossa vida.
– Vinde, Jesus, e guiai-nos no caminho do bem e da salvação. Amém!

(Entronização, Exposição e Adoração do Santíssimo)
8. Diante de Jesus, Pão da Vida
P.: Jesus, nós vos amamos e adora-mos vossa presença na Eucaristia, dom de vosso amor eterno.
– Nós vos damos graças, Senhor, Deus da Vida, Deus-Amor!

P.: Jesus, ensinai-nos a levar o ramo de oliveira, sinal da vitória da vida e da paz, aos corações aquebrantados pela violência e por outras maldades em plena luz do dia.
– Vinde, Senhor, em socorro dos que foram desprezados pelos senhores do mundo!

P.: Jamais deixaremos, Senhor, de erguer as mãos em preces de louvor e gratidão, pois vos fizestes nosso alimento, no Pão do altar, a Sagrada Eucaristia.
– A vós, Senhor, nosso louvor, nosso amor e nossa gratidão! Amém!

9. Bênção do Santíssimo
(Cântico “Tão Sublime”,)

10. Caminhando com Maria
P.: Rogai por nós, ó Senhora Aparecida,
– para que sejamos dignos das promessas de Cristo!

P.: Ó Senhora Aparecida, vosso silêncio grita a favor da vida, da criança abandonada e ultrajada, de quem é tirado o direito de viver. Fazei-nos luzeiros de compaixão e de esperança.
– Senhora Imaculada, dai-nos a graça de perseverar na graça batismal. Amém!

(Consagração a Nossa Senhora, feita por uma CRIANÇA)

11. Agradecimentos

12. Oferta das Flores
P.: Das flores belas e perfumadas, que crescem nos campos e nas florestas, nos remansos e regatos,
– nas planícies e nos planaltos

L.: e são sinais da beleza do céu, da eternidade entre nós:
– É Maria a Flor mais bela do jardim de Deus!

L.: São sinais da beleza do céu e das criaturas aqueles que, na terra, cumprem a vontade divina,
– como Maria, a Mãe de nosso Senhor!

L.: Quem poderá mudar o que nos vem do Senhor? Ninguém poderá roubar,
– nem a traça corroer,

L.: quem se fez dom do Amor. Acolhei, ó Mãe Aparecida,
– o que trazemos nas mãos e no coração e aceitai nossa gratidão. Amém!

13. Envio Missionário
P.: O Espírito do Senhor, que habitou no coração de Maria, habite em vossa vida e dissipe toda treva e insegurança.
– Amém!

P.: Maria, em vossa pequenina imagem, vós nos ensinais que “diante de Deus devemos ser todos humildes”. Sustentai-nos suavemente na palma de vossa mão materna e guardai-nos em vossa santidade.
– Amém!

P.: Que o Senhor vos conduza ao encontro de vós mesmos e de vossos irmãos e vossas irmãs. Que a chuva fecunde a terra e a graça de Deus, vosso coração. Que o tempo
presente vos seja carregado de paz e vosso futuro, abundante de vida.
– Amém!

P.: O Senhor esteja perto de vós como vosso grande amigo. Esteja à vossa frente para vos proteger; esteja ao vosso lado para vos guardar; esteja em vosso coração para vos
fazer felizes. Ele vos guie no caminho da vida e na certeza de sua paz. Ide, e que Ele vos acompanhe.
– Assim seja, pelos séculos dos séculos. Amém!

(Homenagem do povo – Entrega das Flores)