A diferença entre o conhecimento e a sabedoria

1007

Certa vez, dois jovens discípulos procuraram o mestre e perguntaram qual a diferença entre conhecimento e sabedoria. O mestre respondeu: “Amanhã bem cedo, cada um coloque dentro dos seus tênis vinte grãos de feijão, dez em cada pé. Subam em seguida esta montanha aqui ao lado, até o ponto mais elevado, com os grãos dentro dos tênis.”

No dia seguinte, de madrugada, os jovens discípulos começaram a subir a serra. Lá pela metade do morro, um deles estava padecendo de grande sofrimento. Seus pés estavam tão doloridos que quase não podia mais andar. O outro subia naturalmente a montanha. Quando chegaram ao topo, um estava com o semblante marcado pela dor; o outro, sorridente.

Então, o que mais sofrera durante a subida perguntou ao colega: “Como você conseguiu realizar a tarefa do mestre com alegria, enquanto para mim foi uma verdadeira tortura?” O companheiro respondeu: “Meu caro, ontem à noite eu cozinhei os vinte grãos de feijão”.

Explorar as possibilidades que temos e escolher os melhores caminhos para conquistar a nossa felicidade e construir o Reino de Deus, pois “os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz” (Lc 16,8).

Carregando feijão ou problemas, há sempre um jeito mais fácil de vencer. Problemas são inevitáveis. Já a duração do sofrimento é você quem determina.

Para realizarmos nossas metas, precisamos cozinhar o feijão, isto é, ter sabedoria, não apenas conhecimento. Maria Santíssima pisou a cabeça da serpente. Que ela nos ajude a fazer o mesmo