A força da união

1785

Certa vez, uma vaca caiu num buraco e não conseguiu sair. Ela era de um sitiante. Ele tentou ajudá-la mas não deu conta.Amarrou até uma corda na vaca, mas não conseguiu.

Pediu, então, ajuda a três vizinhos. Estes vieram, cada um com uma corda.Chegando ao local, começaram a discutir qual o melhor lado para puxar a vaca. Um achava que era para a direção sul, outro para a direção norte, outro para direção leste e o último para a o oeste.

Como não chegaram a um acordo, cada um amarrou sua corda na vaca, do lado que achava melhor, e começou a puxá-la.Um puxava para a direção norte, outro na direção sul, outro na direção leste e o último na direção oeste. Puxavam com toda a força, mas a vaca não saía.

Quando já estavam cansados, reuniram-se novamente e concluíram: É melhor puxar a vaca de um lado só, mesmo que a meu ver não seja o melhor lado.Pronto. Todos puxaram numa corda só e a vaca saiu.

É preferível o bom, unido com os outros, ao ótimo, sozinho. A nossa força está na nossa união. A minha idéia, eu acredito ser a melhor, mas eu a renuncio em favor do trabalho em equipe, em favor da vida em Comunidade.

Viver em Comunidade é difícil, mas é a coisa melhor do mundo. Compensa andar juntos, mesmo tendo de ceder um pouco nas próprias opiniões. A nossa maior força está na nossa união.

Jesus sempre viveu e trabalhou em grupo. Até os trinta anos, pertencia à comunidade familiar. Depois, a primeira coisa que fez foi reunir os doze Apóstolos e com eles viver, pondo tudo em comum. Foi difícil, teve até um traidor no grupo, mas venceu. O seu amor a eles foi crescendo cada vez mais. No final ele disse:

“Filhinhos… já não vos chamo servos, pois o servo não sabe o que faz o seu senhor. Eu vos chamo amigos, porque vos dei a conhecer tudo o que ouvi de meu Pai” (Jo 15,15).