Casal divide até a dentadura

780

Certa vez, um casal idoso e pobre entrou numa lanchonete. Ele pediu ao garçom um cachorro quente, uma guaraná e dois copos.Os dois sentaram-se à mesa. Enquanto ela despejava o refrigerante nos dois copos, ele pegou o sanduíche, q estava em um pratinho, e o partiu no meio. Colocou a metade no pratinho e começou a comer a sua parte, enquanto a esposa ficou parada, sem comer nem beber.

O garçom ficou com pena dos velhinhos. Aproximou-se da mesa e disse: “Se os srs. quiserem, eu trago outro cachorro quente e não cobro nada”.“O caso não é esse, filho” respondeu educadamente o velhinho. “É que eu e minha esposa, desde o começo do nosso casamento, decidimos que tudo entre nós seria dividido”. “Ah!” disse o garçom, aliviado e admirado. “Se é assim, tudo bem.”

No entanto, o garçom notou que a velhinha nem tocava na sua porção do sanduíche, enquanto o marido mastigava já o último bocado.Então ele não resistiu e perguntou novamente: “A senhora não vai comer o seu pedaço?” “Ainda não, filho”, respondeu ela. “É que eu estou esperando a dentadura do meu velho!”

Eles dividiam tudo mesmo, até a dentadura! Não precisamos chegar a tanto, mas podemos ainda crescer muito no amor e na comunhão de bens.