Como fazer ouro

708
Trabalho

Certa vez uma moça, muito querida do seu pai, casou-se com rapaz que tinha uma área grande de terra que ganhara como herança. Os dois foram morar naquela terra, que era distante da família da moça.

Depois de um ano de casados, a jovem esposa foi visitar seus pais e contou que o marido era bom em tudo. O problema é que ele só pensava em fazer ouro. Ficava o dia todo dentro de um galpão, tentando fazer ouro.

O pai disse à filha: “Peça a ele que venha aqui falar comigo, que eu sei fazer ouro.

A moça deu o recado ao marido e ele veio. O sogro disse: “Eu sei o jeito de fazer ouro, mas eu sou já idoso e não tenho mais forças para isso. Sabe aquele posinho que fica por baixo da folha de bananeira? Você raspa aquele posinho e coloca numa vasilha que com o tempo vai se transformar em ouro. Tem de ser bastante pó”. O rapaz saiu dali decidido.

Um ano depois, o sogro foi visitá-los e viu uma plantação enorme de bananeiras. A filha contou: “Ele está recolhendo o posinho e estamos vendendo as bananas. Já ganhamos bastante dinheiro”. Foi lá dentro e buscou para o pai ver uma caixinha cheia de moedas de ouro.

O trabalho rende o ouro que precisamos para viver e sustentar a nossa família. “Irmãos, quem não quer trabalhar também não coma. Ouvimos falar que, entre vós, há alguns que vivem sem fazer nada… A essas pessoas ordenamos e exortamos que trabalhem tranquilamente e assim comam o seu próprio pão” (2Ts 3,10-12).