Conversando com Deus

3135
Catequese e formação católica Conversando com Deus

“Conversar com Deus é colocar-se em íntima união com o Pai, por Cristo, unidos no Espírito Santo”. Esta frase foi me entregue quando da minha participação em um retiro de oração em silêncio, onde só se conversava com Deus, uma experiência que me ajudou muito a entender meu ser cristão.

Conversar com Deus é entrar em sintonia com a íntima união do Pai, do Filho e do Espírito Santo da qual somos Imagem e Semelhança.

Em nossa vida há momentos em que temos a necessidade de agradecer…

A gratidão é uma maneira de se falar com Deus agradecendo e bendizendo a Ele por todas as maravilhas depositadas em nossa vida, é o reconhecimento pela bondade divina que nos presenteia sempre com uma vida maravilhosa.

Temos também a necessidade de pedir…

Somos mendigos suplicantes. Diante dos limites humanos, o nosso coração tem a necessidade de um Auxílio Divino. Sozinhos nosso peregrinar torna-se muito difícil e faz-se necessário a presença de um Auxílio Divino que nos ajude a carregar o pesado fardo de nossas limitações humanas.

Esta oração muitas vezes passa a ser um desabafo diante de Deus, colocamos neste momento nossa fragilidade humana a frente da graça divina. E deveria ser o contrário, a graça de Deus deveria estar à frente de nossa fragilidade humana. “Conversar com Deus é, portanto, um diálogo de Filhos Amados que sabem que o Pai os escuta”.

Faço aqui uma observação quanto ás nossas conversas com Deus. Não podemos sair falando o que quisermos, ou seja, fofocar a respeito de nosso próximo, maldizendo situações, ou simplesmente só pedindo coisas para nós sem pensar em nosso próximo.

Conversar com Deus é como atravessarmos a ponte de nossa Condição Humana rumo a Ternura de Deus pela oração.

O que nos liga a Deus é o desejo sincero de, mesmo não sabendo conversar com Deus, nos colocamos diante de Sua presença e usamos de nossa capacidade humana de comunicação e nos lançamos a conversar com Deus com se estivéssemos conversando com nosso melhor amigo.

Para conversarmos com este amigo precisamos saber falar, mas é fundamental também sabermos ouvi-lo com atenção.

Para refletir: Mateus 6, 5-13 / Mateus 7, 7-12 / Lucas 11, 5-13

Este texto foi carinhosamente escrito pelo Celso Moralli