Dai graças ao Senhor – Dia de ação de graças

44
Dai graças ao Senhor - Dia de ação de graças

Render graças a Deus vem dos tempo remotos. O salmista nos ensina “Daí graças porque Ele é bom; pois eterno é o seu amor”(SL 117,1).

O costume do “Dia de Ação de Graças” surgiu nos Estados Unidos. Um grupo de famílias cristãs protestantes, abandonando a Inglaterra por perseguições religiosas, embarca em um navio. Enfrentando os mares, chega a América após muitos dias.
Ao desembarcar, o grupo se depara com uma terra estranha e selvagem.

O primeiro ano foi doloroso e muito difícil para aquelas famílias assoladas pelas muitas intempéries do tempo. O frio e as feras eram fatores adversos, e muitos morreram por doenças antes da primeira colheita. Mas não desanimaram.
Todos tinha fé em Deus e em suas promessas, então cortaram as árvores, fizeram cabanas de madeira e semearam o solo, confiantes.

Os índios do lugar ajudaram a lavrar a terra, plantar e caçar, e Deus os abençoou.

No ano seguinte, em 1621, quando foram colher, ficaram maravilhados com a fartura da colheita. Emocionados e agradecidos, reuniram os melhores frutos e convidaram os índios para celebrarem uma grande festa de louvor e gratidão a Deus.

Este dia se chamou o “Thaksgiving Day”, que quer dizer “Dia de Ação de Graças”, celebrado até hoje nos Estados Unidos, na quarta quinta-feira do mês de novembro, data estabelecida pelo presidente Franklin D. Roosevelt, em 1939.

No ano de 1909, Joaquim Nabuco, embaixador do Brasil nos Estados Unidos, participou, em Washington, da celebração do “Dia Nacional de Ação de Graças” e profetizou: “Quisera que toda a humanidade se unisse, num mesmo dia, para um universal agradecimento a Deus”. Porém, foi somente com o presidente Gaspar Dutra que, no dia 17 de agosto de 1949, instituiu-se o “Dia Nacional de Ação de Graças”.

O presidente Castelo Branco, em 1965, oficializou também a quarta quinta-feira do mês de novembro para a comemoração em todo território nacional, coincidindo assim com a celebração em outros paises.

Mas a origem de celebrar o “Dia de Ação de Graças” existe há muitos anos, como nos tempos bíblicos, quando os povos antigos se reuniam para festejar a colheita de seus cereais.

Todas as vitórias na nossa vida são concedidas pelo Senhor e elas são reconhecidas na ação de graça de cada dia. É uma necessidade desenvolver, em nossa vida, uma linguagem de ação de graças, pois é próprio das almas nobres agradecer sempre e por todas as coisas. O espírito nos suscita: “Servi ao Senhor com alegria, ide a Ele cantando júbilos. Entrai por suas portas com ações de graças, louvai-o, bendizei seu nome” (Sl 100). O Espírito Santo nos capacita a reconhecermos as dádivas de Deus.

Homens e mulheres de todos os tempos souberam reconhecer a bondade de Deus exercendo a virtude da gratidão.

Neste mês, quero convidar-lhe a remontar a sua história dando graças a Deus, para que no “Dia de Ação de Graças”, você possa oferecer um ramalhete de gratidão Àquele que faz bem todas as coisas.

Deus lhe pague!

Luzia Santiago
Co-fundadora da Comunidade Canção Nova
www.cancaonova.com