A Família e a Depressão

756
A Família e a Depressão

Parafraseando santa Teresa d Ávila quando afirma que um santo triste é um triste santo, podemos dizer que uma família triste é uma triste família.

Não existe comunidade humana perfeita, onde resplandeçam o Amor e a Comunhão Trinitária em plenitude. Da mesma maneira, não existem famílias sem dificuldades, sem problemas a superar, sem metas a serem atingidas. E um dos muitos flagelos que atingem impiedosamente, pais, mães e filhos; que não escolhe idade, nível intelectual, situação econômico-financeira, é a depressão. Nos meados de um milênio onde os avanços tecnológicos são medidos em segundos, a sensação de vazio, angústia, ansiedade e solidão são determinados pelo quadrado da distância entre o homem e a mulher, e Deus. A presença do supérfluo, em detrimento da ausência do Essencial no seio de muitas famílias, é a causa determinante dessa síndrome avassaladora. Não que as famílias cristãs estejam isentas e imunizadas contra este mal; a sensível diferença é que estas famílias sabem onde buscar alívio e refrigério para suas almas.

Minha alma se desfaz de tristeza! Põe-me de pé conforme tua Palavra” – diz o salmista. É a confissão de uma alma atribulada, desesperançada. Em outras palavras, ouvimos muitas vezes pais, mães, filhos, esposos, esposas, exclamarem: “Não agüento mais! A vida perdeu o sentido para mim. É uma coisa que me corrói por dentro. É um vazio que não tem tamanho e que nunca acaba. Ajuda-me, Senhor! Por favor, me ajuda! Estou perdendo as forças. O mais maravilhoso é que o Senhor vem em nosso socorro. Ele nunca nos desampara, está sempre a postos. E vem em meu socorro, em teu socorro, em nosso socorro com a sua PALAVRA – alimento da alma e do coração.

Tome a sua Bíblia na carta de São Paulo aos Filipenses. É nela que vamos percorrer os passos que darão um novo direcionamento à sua vida. Creia e tome posse destas palavras, porque são PALAVRAS VIVAS.

1° Passo:”Esquecendo-me do que fica para trás e avançando para o que está adiante, prossigo para o alvo, para o prêmio da vocação do alto, que vem de Deus em Cristo Jesus“(Filipensesl 3,13b-14). Você pode objetar:_Eu não consigo. É muito difícil esquecer. Essa solidão fica remoendo na minha alma. E eu digo a você meu irmão, eu digo a você minha irmã, eu digo a vocês pais e mães, eu digo a vocês jovens, nestes versículos encontra-se um segredo fantástico: quando se olha sempre para a frente não se tem tempo de se deter no que ficou para trás. Prossiga para o alvo, não desanime,, não desista, nunca pare de lutar. Seja atleta de Deus e atleta de você mesmo, tendo a certeza de que o prêmio já foi alcançado.

2º Passo:”Alegrai-vos sempre no Senhor! Repito: alegrai-vos!”(Filipensesl 4,4). Ao escrever esta carta, Paulo estava preso. Nenhum motivo aparente ele tinha para demonstrar toda essa alegria.. Estava enclausurado, privado de sua liberdade, maltratado… De onde lhe vinha todo esse contentamento? Do Espírito Santo. Isso mesmo: do Espírito Santo. Somente Ele que é o Doador dos Dons é capaz de realizar transformações libertadoras. Você que convive no seio da sua família com pessoas cativas e presas pela depressão; ou se você é o portador ou portadora dessa tristeza sem fim, alegre-se: o Espírito Santo habita em nossos corações. Peça, clame, ore, e o fruto da alegria desabrochará na sua vida e na vida dos seus.

3º Passo:”Não vos inquieteis com nada; mas apresentai a Deus todas as vossas necessidades pela oração e pela súplica, em ação de graças. Então a paz de Deus que excede toda a compreensão, guardará os vossos corações e pensamentos, em Cristo Jesus“(Filipenses 4,6-7). Formamos a geração da inquietude, a geração das famílias inquietas. Tudo nos é causa de preocupação, de angústia, de ansiedade. É ainda Teresa d Ávila que nos apresenta uma receita maravilhosa:”Nada te perturbe. Nada te espante. Tudo passa, só Deus não muda“. Realmente Deus não muda, mas pode mudar a situação em que nos encontramos se apresentamos a Ele as nossas necessidades, através da oração de louvor. A ação de graças em todas as circunstâncias, mesmo na depressão, nos devolve a quietude, a paz e o descanso da alma, “porque no meio dos louvores Deus habita“.

4º Passo:”Tudo posso naquele que me fortalece“(Filipensesl 4,13). A conseqüência prática desse versículo é linda: porque tudo posso naquele que me fortalece, tudo passa. Levante a cabeça! Reanime-se! Se Deus é por você e pela sua família, se Deus é por nós e pelas nossas famílias:”quem será contra nós?” A depressão? Percorra sistematicamente estes quatro passos, creia e espere:”porque a fé é uma posse antecipada do que se espera“(Hb 11,1) e Deus é fiel.

Paz e Luz

Leia mais artigos do autor:

Em Poucas Palavras

Poesias & Trovas

Antonio Luiz Macêdo