Mateus 10, 1-7 Jesus chama doze para serem seus apóstolos

232
Estudo do Evangelho

“Jesus deu-lhes autoridade sobre os espíritos impuros, para expulsá-los”

Escritura:  Mateus 10, 1-71

E chamou-lhe os seus doze discípulos, e deu-lhes autoridade sobre os espíritos imundos, para os expulsar e curar toda enfermidade e toda enfermidade. 2 Os nomes dos doze apóstolos são estes: primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; 3 Filipe e Bartolomeu; Thomas e Mateus, o cobrador de impostos; Tiago, filho de Alfeu e Tadeu; 4 Simão, o cananeico, e Judas Iscariotes, que o traiu. 5 Estes doze, enviados por Jesus, ordenaram-lhes: Não entreis em parte alguma entre os gentios, nem entres na cidade dos samaritanos, 6 mas ide às pastoras perdidas da casa de Israel. 7 E pregai as vossas palavras, dizendo: o reino dos céus está próximo.

Estudo do Evangelho: Você conhece e experimenta em sua vida o poder do evangelho? O cerne da mensagem do evangelho é bastante simples: o reino (ou reinado) de Deus é iminente! Qual é o reino de Deus? É essa sociedade de homens e mulheres que se submetem a Deus e que o honram como seu Rei e Senhor. Na oração do Senhor, oramos para que Deus reine em nossas vidas e em nosso mundo: Que venha o seu reino e que a sua vontade seja feita na terra como no céu . A pregação de Jesus do reino de Deus foi acompanhada de sinais e maravilhas. As pessoas foram curadas não apenas espiritualmente, mas fisicamente também. As palavras de Jesus são tão relevantes hoje, o reino dos céus está próximo. Nós não podemos comprar o céu; mas aqueles que conhecem o amor e a misericórdia de Jesus já possuem o céu em seus corações! Você acredita no poder do reino de Deus? Jesus encarregou seus discípulos de realizar as obras que ele fez – para falar a palavra de Deus e trazer seu poder de cura para os cansados ​​e oprimidos. Na escolha dos doze apóstolos, vemos uma característica da obra de Deus: Jesus escolheu pessoas muito comuns. Eles não eram profissionais, não tinham riqueza nem posição. Eles foram escolhidos entre as pessoas comuns que faziam coisas comuns, não tinham educação especial e não tinham vantagens sociais. Jesus queria pessoas comuns que pudessem assumir uma tarefa e fazê-lo extraordinariamente bem. Ele escolheu esses homens, não pelo que eles eram, mas pelo que seriam capazes de se tornar sob sua direção e poder. Quando o Senhor nos chama para servir não devemos pensar que não temos nada para oferecer. O Senhor leva o que pessoas comuns, como nós, podem oferecer e usa para grandeza em seu reino. Você acredita que Deus quer trabalhar através e em você para sua glória?

“Senhor, você me escolheu para ser seu discípulo. Tome e use o que eu posso oferecer, por mais escasso que pareça, para a maior glória de seu nome.”