Mateus 10, 34-11: 1 Jesus: uma causa de divisão

441
Estudo do Evangelho

“Quem ama pai e mãe mais que eu não é digno de mim”

Escritura:  Mateus 10,34 – 11, 1

34 Não penses que vim trazer paz à terra, não vim trazer a paz, mas uma espada. 35 Pois vim para estabelecer um homem contra seu pai e uma filha contra sua mãe e uma filha. -na lei contra sua sogra; 36 e os inimigos de um homem serão os de sua própria casa 37 Quem ama pai ou mãe mais do que a mim não é digno de mim, e quem ama filho ou filha mais do que eu não sou digno de mim; 38 e quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. 39 Quem encontra a sua vida, perdê-la; e quem perde a sua vida, por minha causa, a achará. Aquele que recebe você me recebe, e aquele que me recebe, recebe aquele que me enviou. 41 Aquele que recebe um profeta porque é profeta, receberá a recompensa do profeta; e aquele que recebe um homem justo porque é justo, receberá a recompensa de um homem justo. 42 E quem der a um destes pequeninos um cálice de água fria, porque é discípulo, em verdade vos digo que ele não perderá a sua recompensa. ”(Mateus 11) 1 E quando Jesus terminou de instruir seus doze discípulos, ele continuou ensinando e pregando em suas cidades.

Estudo do Evangelho: : O que guerra e armas, como a espada, tem a ver com o reino de Deus? Jesus veio em paz para reconciliar uma humanidade quebrantada e pecadora com um Deus todo misericordioso e amoroso. Jesus também entrou em guerra, para derrubar os poderes e principados organizados contra Deus e seu reino. Quais são esses poderes? Jesus descreve Satanás como o governante deste mundo a quem ele expulsará (João 12,31). A batalha que Jesus tinha em mente não era um conflito terrestre entre as nações, mas uma batalha espiritual entre as forças de Satanás e os exércitos de Deus. As escrituras deixam claro que, em última análise, existem apenas dois poderes ou reinos – o reino de Deus e o reino das trevas. João opõe esses dois reinos no mais tenebroso dos termos:Sabemos que somos de Deus e o mundo inteiro está no poder do maligno (1 João 5,19).

 O que Satanás procura? Satanás se opõe a Deus e todos os que seguem a Cristo. O maligno tem apenas um objetivo – a completa dominação do nosso coração, mente e vontade para o seu reino. E ele usará qualquer meio para nos atrair do bem para o mal, da verdade para o engano, da luz para as trevas e da vida para a morte. Não há partidos neutros nesta batalha espiritual. Somos a favor ou contra o reino de Deus. A escolha é nossa e a graça de Deus está disponível para escolher seu governo em nossas vidas.

Quando Jesus falou sobre divisão, ele provavelmente tinha em mente a profecia de Miquéias: os inimigos de um homem são os homens de sua própria casa (Mq 7, 6). O amor de Deus nos compele a escolher quem será o primeiro em nossas vidas. Colocar qualquer relacionamento ou qualquer outra coisa acima de Deus é uma forma de idolatria. Jesus desafia seus discípulos a examinar quem eles amam primeiro e acima de tudo. Um verdadeiro discípulo ama a Deus acima de tudo e está disposto a renunciar a tudo por Jesus Cristo. Jesus insiste em que seus discípulos lhe dêem a lealdade que só é devida a Deus, uma lealdade maior do que a esposa ou parentesco. É possível que a família e os amigos possam se tornar nossos inimigos, se o pensamento deles nos impedir de fazer o que sabemos que Deus quer que façamos.

 O verdadeiro amor por Deus nos obriga a expressar caridade para com o próximo que é criado à imagem e semelhança de Deus. Jesus declarou que qualquer bondade demonstrada e qualquer ajuda dada ao povo de Cristo não perderá sua recompensa. Jesus nunca se recusou a dar a alguém em necessidade que pediu sua ajuda. Como seus discípulos, somos chamados a ser gentis e generosos como ele é. Jesus coloca diante de seus discípulos o único objetivo na vida que vale qualquer sacrifício e esse objetivo é a vontade de Deus que produz a vida real e a paz suprema e completamente satisfatória. O amor de Jesus Cristo o impele a colocar Deus em primeiro lugar em tudo o que você faz (2 Coríntios 5,14)?

“Senhor, nenhum olho viu, nenhum ouvido ouviu, nenhum coração concebeu as coisas que você preparou para aqueles que o amam. Nos incendeia com o fogo do Espírito Santo, para que possamos amá-lo em todas as coisas e acima de tudo assim receba as recompensas que você nos prometeu através de Cristo, nosso Senhor “. (do livro de oração de um cristão)