Memória e Memorial

20
Memória e Memorial
Ajude-nos a Evangelizar

A nossa memória é a fonte e o abrigo das recordações e lembrança, boas ou más. Fixamo-nos primordial e conscientemente nas primeiras, porque nos trazem prazer e alegria.

A celebração (tornar o momento célebre) é assim o local por excelência da recordação.

E o que vem a ser recordar? Reacender na memória a lembrança de um fato que permanece no passado, e não há como se fazer presente. Isto é MEMÓRIA.

O MEMORIAL difere no sentido de fazer presente aquele fato acontecido de maneira real. É a esta palavra que Jesus se refere na instituição da Eucaristia: “Fazei isto em memória de mim.” Quando o sacerdote pronuncia “isto é o meu corpo que será entregue por vós e este é o cálice do meu sangue…”, o fato verificado há mais de 2000 anos se atualiza sobre o altar. Não que aconteça outro sacrifício; não que Jesus seja crucificado outra vez. O mesmo Calvário faz-se presente.

Portanto, o ‘isto é…‘ ou ‘este é…‘ não significa representa ou simboliza, mas que ali se encontra Jesus em corpo, sangue, alma e divindade. E de modo glorificado.

Deus que se ‘coisifica‘ para nos alimentar a alma, e para que se cumprissem as suas palavras: “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos.” (Mateus 28,20)

Antonio Luiz Macêdo
poupalavras.blogspot.com.br