O seu trabalho na Igreja é por amor a Deus ou por vaidade

4792
Uma reflexão curtinha de Santo Afonso Maria de Ligório vai direto ao nosso coração para saber se o nosso trabalho na Igreja é por amor a Deus ou por vaidade
Ajude-nos a Evangelizar

Uma reflexão curtinha e fantástica: Santo Afonso Maria de Ligório vai direto ao nosso coração, para saber se o nosso trabalho na Igreja é por amor a Deus ou por vaidade

Primeiro: quem age só para Deus não se perturba em caso de fracasso, porque Deus não querendo, ele também não quer.

Segundo: alegra-se com o bem que os outros fazem, como se ele mesmo o tivesse feito.

Terceiro: sem preferências para trabalhos, aceita de boa vontade o que a obediência lhe pede.

Quarto: tendo cumprido o seu dever, não fica à espera de louvores nem aprovações dos outros. Por isso, não fica triste se o criticam ou desaprovam, alegrando-se somente em ter contentando a Deus. Se, por acaso, recebe qualquer elogio do mundo, não se envaidece, mas afasta a vanglória, dizendo-lhe: Segue o teu caminho, chegaste tarde porque o meu trabalho já está dado todo a Deus.

(Santo Afonso Maria de Ligório, em “A Prática do amor a Jesus Cristo”)