Prefiro união, paz, a ter razão

307

Certa vez, um casal estava viajando de carro, numa cidade grande, em direção a um bairro desconhecido. Eles iam à casa de um amigo que os convidara para o jantar.

O marido ao volante e a esposa ao lado, indicando o caminho. Em determinado momento, ela disse: “Na primeira esquina vire à direita”. Ele teimou que era à esquerda. Os dois discutiram um pouco, mas por fim ela cedeu, a fim de que não chegassem à casa do amigo mal humorados.

Resultado: depois de muito andar, tiveram de voltar àquela esquina e entrar à direita, como a esposa havia pedido. Assim, chegaram atrasados ao jantar.

Na volta, conversando sobre o incidente, ele disse: “Se você tinha certeza de que eu estava errado, por que não insistiu um pouco mais? Ela respondeu: “Entre ter razão e ser feliz, eu preferi ser feliz. Estávamos à beira de uma briga. Se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite”

Quanta energia nós gastamos inutilmente, apenas para demonstrar que temos razão. Não precisamos nos justificar. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam.