Servindo a Cristo no próximo

611

Segunda-feira da primeira semana da Quaresma

“Amém, eu digo a você, o que você fez para um desses meus pequeninos, você fez por mim.” Mateus 25,40

Quem é esse “pequeninos”? É interessante que Jesus aponte especificamente para a pessoa considerada a menos importante, em oposição a uma declaração mais geral que inclua todas as pessoas. Por que não dizer: “O que você faz aos próximos …?” Isso incluiria todos aqueles a quem servimos. Mas, em vez disso, Jesus apontou para o pequenino. Talvez isso deva ser visto, especialmente, como a pessoa mais pecadora, a mais fraca, a mais gravemente doente, a incapacitada, a faminta e a sem-teto, e todos aqueles que manifestaram necessidades nesta vida.

A parte mais bonita e comovente sobre essa afirmação é que Jesus se identifica com a pessoa em necessidade, o “mínimo” de todos. Ao servir aqueles que têm necessidade especial, estamos servindo a Jesus. Mas para Ele ser capaz de dizer isso, Ele tem que estar intimamente unido com essas pessoas. E mostrando uma conexão tão íntima com eles, Jesus revela sua infinita dignidade como pessoas.

Este é um ponto tão importante para entender! De fato, este tem sido um tema central nos ensinamentos constantes de São João Paulo II, do Papa Bento XVI e especialmente do Papa Francisco. Um convite ao constante foco na dignidade e valor da pessoa deve ser a mensagem central que tiramos desta passagem.

Reflita, hoje, sobre a dignidade de cada pessoa. Tente lembrar de alguém que você pode deixar de olhar com respeito perfeito. Para quem você olha e revira os olhos? Quem é que você julga ou desdenha? É dentro dessa pessoa, mais do que de qualquer outra, que Jesus espera por você. Ele espera para conhecê-lo e para que você o ame no fraco e no pecador. Refletir sobre sua dignidade. Identifique a pessoa que mais se encaixa nessa descrição em sua vida e comprometa-se a amá-la e servi-la. Pois neles você amará e servirá ao nosso Senhor.

Querido Senhor, compreendo e creio que você está presente, na forma oculta, nos mais fracos dos fracos, nos mais pobres dos pobres e nos pecadores em nosso meio. Ajude-me a diligentemente procurá-lo em todas as pessoas que encontro, especialmente aquelas que mais precisam. Quando Te encontrar, te ame e te sirvo de todo o coração. Jesus eu confio em vós.