1º dia da novena – Senhora Aparecida: das águas ao nosso coração

890

1. Acolhida
(Procissão de Entrada)
2. Saudação Litúrgica
P.: Em nome do Pai † e do Filho e do Espírito Santo.
– Amém! Nós vos louvamos, Senhor, Deus da Vida, e a Maria, vossa filha escolhida!

p.: Ó Virgem, a quem veneramos com piedade enternecida e a quem, alegres, chamamos Aparecida, em vós louvamos ao Deus da Vida, pois sois a Mãe do Salvador.
– Nós vos saudamos, ó Mãe Aparecida, e vos bendizemos em vosso Tricentenário! cantem o céu e a terra vossos louvores. Amém!

3. contemplando Maria
(Entronização e incensação da Imagem. Logo após, fazem-se a contemplação e a saudação jubilar que seguem. Durante a incensação da imagem, silêncio orante.)

p.: Maria, um profundo sentimento de paz e de gratidão alcança nossa existência, porque podemos nos rejubilar em vossos trezentos anos de graças e de bênçãos.
– Ó Virgem bendita, Senhora Aparecida das águas do rio paraíba, levai-nos a Jesus, nosso
redentor!

p.: Como os raios do sol penetram as nuvens, galáxias, os espaços, oceanos e as florestas e alcançam toda a terra,
– alcançai cada coração humano com a força de vosso amor santo e maternal!

p.: Lembramo-nos, ó Mãe, do dia fe-liz em que os humildes pescadores:
João Alves, Felipe Pedroso e Domingos Garcia, tiveram a graça divina e receberam tão belo presente
–de trazer lá do fundo do rio vossa imagem de Imaculada conceição,

L.: que, com o passar do tempo, o povo chamou de Santinha Aparecida. Mesmo que passem os séculos dos séculos,
– sereis nossa Mãe, a quem invocamos como Nossa Senhora Aparecida!

L.: Sejam benditas as águas dos ma-res, rios e oceanos. Sejam benditas as águas que precisam ser respeitadas, as águas do rio Paraíba, pois elas guardaram e protegeram
–a imagem bendita da Senhora Aparecida, Mãe amável e querida!

L.: Desde Nazaré, Belém, Fátima e Guadalupe, nós vos saudamos, Senhora Aparecida, pois três são os séculos de vossa presença nesta terra de Santa Cruz.
–Bendita seja, hoje e sempre, aquela que foi por Deus escolhida. Amém!

Saudação Jubilar
Três pescadores: Ó Senhora Aparecida, é inesquecível o dia em que as redes lançadas nenhum peixe traziam. Ó suor do nosso rosto escravo, oprimido e obrigado a conseguir tudo o que o feitor queria. Nossos braços cansados, nosso coração agoniado e nossos olhos não viam o fruto do trabalho. Mas quem poderia saber, sem antes acontecer, o que Deus reservara? Em nosso coração se tinha uma confiança: Deus não nos desampara.

E mais um pouco de teimosia, já quase no fim do dia, nas redes um sinal aparecia. Era o corpo de uma imagem, sem a cabeça, que vinha em outro lance de rede, logo a seguir. Era a imagem da Imaculada, a Virgem Maria; essa palavra brotou de nossos lábios como  verdadeira canção. A abundância dos peixes que veio a seguir era como uma procissão a acompanhar a imagem tirada do rio Paraíba. Nós vos saudamos, ó bendita e querida Mãe
Aparecida, em vossos trezentos anos de bênçãos e de graças para com nosso Brasil. Amém!

4. Louvores a Maria
p.: Maria, sentimos vossa presença em nosso coração, em nossa vida, em nossa história; e tudo fica tão repleto de alegria, de luz e de amor.
– Nós vos louvamos, Mãe Aparecida e Senhora de nossa história!

p.: Sois Mãe do povo que vos busca e encontra em vós a paz, a esperança e o alento de que tanto necessita, pois é dura a luta nesta vida.
–Bendita sejais, ó Senhora de todos os tempos e de nossa história!

p.: Levai, ó Mãe santa e amada, até junto de Deus nosso louvor, nosso amor pela dádiva de poder celebrar vosso tricentenário e contar, sem cessar, com vossa presença amiga e certa.

–Ó Virgem humilde e serena.
Maria, louvamos a vós!
–Sois a mais bela criatura,
–por causa de vossa humildade.
Mãe Aparecida, a vós nosso louvor!

–Ó Nossa Senhora Aparecida.
Maria, louvamos a vós!

–A rede dos três pescadores
–foi vosso trono real.
Mãe Aparecida, a vós nosso louvor!

p.: Ó Pai, ao reverenciarmos a Imaculada Conceição, sob o título de Nossa Senhora Aparecida, nestes três séculos de história, guiai-nos no caminho de vosso Reino
– e conservai-nos na paz, na concórdia e na luz de vosso Filho Jesus. Amém!

5. Palavra de Deus
p.: Maria, vós que trouxestes, em vosso seio bendito, a Palavra encarnada do Pai,
–que é Jesus, nosso Salvador,

p.: ajudai-nos a cumprir em nossa vida a vontade divina,
– servindo com alegria aos po-bres e necessitados!

p.: Dai-nos um coração como o vos-so, simples e humilde, como o de Moisés, forte e libertador.
– caminhando com Maria, aprendemos a viver a palavra em cada dia. Assim seja!

(Acolhimento da PALAVRA DE DEUS: fonte de vida, fonte de salvação)
– Cântico à PALAVRA DE DEUS
– Anúncio – Missão de Moisés – êx 3,1-2a.4-8a.9-10

Moisés era pastor do rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote de Madiã.
Um dia, levou o rebanho deserto adentro e chegou ao Horeb, a montanha de Deus.
Ali, apareceu-lhe o anjo do Senhor numa chama de fogo, do meio de uma sarça.
Vendo o Senhor que Moisés se voltava para observar, chamou-o do meio da sarça, dizendo: “Moisés, Moisés!” Respondeu ele: “Eis-me aqui”.
Deus lhe disse: “Não te aproximes daqui!
Tira as sandálias dos pés, porque o lugar onde estás é uma terra santa”.
E acrescentou:
“Eu sou o Deus de teu pai: o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó”. Moisés
cobriu o rosto, temendo olhar para Deus.
O Senhor disse ainda: “Eu vi, eu vi a miséria de meu povo no Egito e ouvi o clamor que lhe arrancam seus opressores; sim, conheço suas aflições.
Desci para libertá-lo das mãos dos egípcios e levá-lo daquela terra para uma terra boa e espaçosa, terra onde corre leite e mel.
O clamor dos israelitas chegou até mim; e vi também a opressão com que os egípcios os oprimem.
Agora, pois, vai! Eu te envio ao faraó para que ti-res do Egito meu povo, os israelitas”.
– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.

(Mensagem)
6. compromisso Solidário
p.: Desde toda a eternidade, o Senhor voltou seu olhar bondoso e misericordioso para nossa humanidade
– e em seu amor nos fez dele sua imagem e semelhança!

L.: Ele nos criou com uma dignidade humana e divina, e nada poderá nos tirar o que nos deu o próprio Deus.
– É bem-aventurado quem defende a vida. É bem-aventurado quem respeita o dom de Deus!

L.: Foi Moisés o enviado de Deus para libertar o povo da opressão, que sofria no Egito, e ele sem armas e sem exército
–conduziu um povo inteiro para a Terra prometida, onde corriam leite e mel!

p.: O Senhor espera que sejamos libertadores e libertados do egoísmo e da falsidade, do político que oprime e de quem não cumpre a justiça, pois deseja que se realize agora a
Terra prometida de outrora
–e que vivamos de verdade num mundo irmão, sem ódio, guerra, injustiça e dominação. Amém!

(Procissão da Caridade – Oferta dos Alimentos)

7. por Maria a Jesus
p.: Ó incomparável Senhora de todos os povos e todas as nações, quanto amor, quanta ternura destes ao vosso Jesus, que se fez humano para divinizar nossa humanidade.
– Louvemos ao Deus da Vida, pois nele encontramos refúgio e acolhida!

L.: Como nos encantam os trigais dourados, dançando ao sabor do vento, vós nos encantais com vos-so amor maternal, que nos ensina a amar Jesus, noite e dia, sem cessar.
–Louvemos ao Deus, que nos deu seu Filho querido, que se fez o pão da Vida!

L.: Como as águas do rio Paraíba guardaram vossa imagem, ó Mãe querida, guardai-nos em vosso coração materno e bom.
– Vinde, Jesus, Filho de Deus, nascido de Maria! Vinde, redentor da humanidade, libertador dos que precisam de amor. Amém!

(Entronização, Exposição e Adoração do Santíssimo)
8. Diante de Jesus, pão da Vida
p.: Sede bendito, ó Filho amado do Pai, que nos dá a vida e a salvação, vós sois nosso refúgio.
– A vós, Senhor, nosso louvor, honra e glória eternamente!

p.: Alegrem-se os povos e as nações que vos respeitam; rejubilam-se os pobres e os humildes com a certeza de vossa misericórdia.
–A vós, Senhor, louvor, honra e glória pelos séculos sem-fim!

p.: A pedra que os pedreiros rejeitaram tornou-se a pedra principal. Que maravilhas Ele fez a
nossos olhos; alegremo-nos e nele exultemos.
– A vós, Senhor, nosso amor e gratidão. Amém!

9. Bênção do Santíssimo
(Cântico “Tão Sublime”)

10. caminhando com Maria
p.: Rogai por nós, ó Senhora Aparecida,
– para que sejamos dignos das promessas de cristo!

p.: Hoje, nós vos oferecemos, ó Senhora Aparecida, os humildes e pequenos, que vos têm no coração, como também a vosso Filho Jesus.
– Senhora Aparecida, Mãe dos humildes e pequenos, nós nos consagramos a vós. Amém!

(Consagração a Nossa Senhora, feita pelos PESCADORES)

11. Agradecimentos

12. oferta das Flores
p.: Ó Maria, qual outra alegria eu poderia ter senão essa de me aproximar de vós e vos oferecer uma flor, um cravo, um crisântemo ou jasmim,
–como sinal de gratidão por tudo o que a Senhora, nestes trezentos anos de história, tem feito por mim?

L.: A orquídea, a rosa ou a mais simples flor, por mais belas que sejam, em nada se comparam
–à beleza de vossa simplicidade e singeleza

L.: de quem outra coisa não almejou,
–senão servir a Deus, nosso Senhor!

L.: A flor, a rosa, a margarida e as orquídeas e tantas outras mais que vos oferecemos e enfeitam vosso trono,
–que se torna belo e enche de admiração nosso coração,

L.: ainda manifestam só um pouco de vossa beleza materna,
–de uma Mãe escolhida por Deus, para ser a Mãe do redentor. Amém!

13. envio Missionário
p.: O Espírito do Senhor, que habitou no coração de Maria, habite em vossa vida e dissipe toda treva e insegurança.
– Amém!

p.: Maria, em vossa pequenina imagem, vós nos ensinais que “diante de Deus devemos ser todos humildes”. Sustentai-nos suavemente na palma de vossa mão materna e guardai-nos em vossa santidade.
– Amém!

p.: Que o Senhor vos conduza ao encontro de vós mesmos e de vossos irmãos e vossas irmãs. Que a chuva fecunde a terra e a graça de Deus, vosso coração. Que o tempo
presente vos seja carregado de paz e vosso futuro, abundante de vida.
– Amém!

p.: O Senhor esteja perto de vós como vosso grande amigo. Esteja à vossa frente para vos proteger; es-teja ao vosso lado para vos guardar; esteja em vosso coração para vos
fazer felizes. Ele vos guie no cami-nho da vida e na certeza de sua paz. Ide, e que Ele vos acompanhe.
–Assim seja, pelos séculos dos  séculos. Amém!
(Homenagem do povo – Entrega das Flores)