Anunciar a Palavra de Deus

421

Quinta-feira da terceira semana de Quaresma

Jesus estava expulsando um demônio que era mudo, e quando o demônio saiu, o mudo falou e as multidões ficaram maravilhadas. Lucas 11,14

O que impede você de falar a Palavra de Deus aberta, honesta e claramente? Há tantas pessoas que precisam urgentemente do Evangelho. Há tantas pessoas que estão confusas na vida e encontram-se andando pelo caminho errado, uma estrada que leva a uma maior confusão e destruição. E permanecemos em silêncio enquanto eles viajam por essa estrada. Por quê?

O Evangelho acima fala de um homem que era mudo como resultado de um demônio. Quando esse demônio foi expulso por Jesus, o mudo falou e muitos ficaram maravilhados. Muito provavelmente este homem estava totalmente possuído por este demônio e a opressão que ele experimentou incapacitava sua capacidade de falar. Após sua libertação dessa influência demoníaca, ele falou livremente.

Embora não possamos experimentar a influência demoníaca no mesmo grau, muitas vezes somos impedidos e oprimidos por espíritos mudos semelhantes. O maligno muitas vezes tenta nos influenciar de tal modo que temos medo de proclamar o Evangelho de maneira livre, sincera e imediata àqueles que mais necessitam da mensagem que Deus quer comunicar a eles. “Espíritos mudos” muitas vezes podem nos atrapalhar, confundir ou nos encher de certo medo quando surge a oportunidade de compartilhar nossa fé com outra pessoa. Embora possa ser raro cair completamente em seu poder, muitas vezes somos deixados influenciados e prejudicados por eles, no entanto.

Reflita, hoje, sobre a realidade desses espíritos vis e suas tentativas de nos silenciar, impedindo-nos de falar a mensagem da verdade que tantas pessoas precisam ouvir. Não devemos temer sua influência. Jesus tem poder completo sobre todos esses espíritos e não hesitará em silenciar sua influência sobre nós se o deixarmos. Ele quer nos libertar para falar Sua mensagem de amor sem reservas, para que os outros venham a conhecê-Lo e a Seu amor perfeito. Deixe que Ele o use como um desses instrumentos de verdade e amor.

Senhor, às vezes eu sou entregue a temer quando você me chama para falar suas palavras de amor para os necessitados. Sinto-me como se estivesse mudo no meu discurso, confuso sobre o que dizer. Por favor, livra-me, querido Senhor, para ser um instrumento sagrado da Tua Palavra e para proclamar com confiança a Tua verdade àqueles que são muito necessitados. Jesus eu confio em vós.