Encontro de Perseverança: A oração

261
encontro de perseverança para adolescentes

Dinâmica 1:
Antes de começar o encontro, antes de subir para a sala, cada um vai receber uma bexiga e um pedaço de barbante. Todos devem encher a bexiga e amarrar ela em alguma parte do corpo, de modo que fique fixa com você. Explica-se que ela é como se fosse seu filho, deve cuidar dela até chegar na sua casa!
Após terminar o encontro explicar: Essa bexiga é como se fosse a palavra de Deus, ela deve estar grudada em você para onde for, e você deve tomar cuidado com ela. Viu como é a responsabilidade?!
 
Discussão inicial para o encontro:
* Você tem amigos? E conversa bastante com eles todos os dias?
* Na sua escola você conversa bastante com o pessoal?
* E na família? Você conversa? E quando quer pedir algo pros seus pais? Você pede muito?
* Internet, whatsapp,jogos online.. Você tem tempo pra isso?
* E para conversar com Deus? Você tem tempo? Você faz orações?

– Ler:  Mateus 6, 5-13
            Marcos 11, 21-25
            Efésios 6, 10-20
            * Muitas vezes, somos ensinadas a rezar e orar. Apesar de ser aparentemente fácil, sabemos que não é. Todos os dias, passamos por diversas situações, talvez lutas internas, talvez externas. Ninguém nunca sabe cem por cento do que o outro vive e presencia. Orar e rezar, são duas formas diferentes de agradecer á Deus, todas as coisas que nos foram dadas de presente nesse mundo.
Orar é uma conversa mais intima, é você e todo seu coração, é todo o seu amor e gratidão. Orar é pedir também, mas não pedir coisas fúteis e sim pedir coisas que todos nos precisamos, como paz, proteção e paciência.
Rezar é algo mais ensaiado, é algo que você e os outros podem ter em comum, como o Pai Nosso ou “Deus é bom, todo tempo Deus é bom”.
Deus sempre esta disponível para você, basta que você o procure de coração aberto, depositando todos os seus medo Nele. Só o Senhor, sabe o que tem programado para cada um de nos e somos capazes de agradecer e nos mostrar fiel a ele, com uma simples oração.
Voce pode fazer sempre que quiser conversar e sempre que deve agradecer, não ouse buscar Deus apenas quando for conveniente a você. Ele nunca desiste de você, não importa o que seja e faça.
Segundo o Catecismo, esta oração deve ser tida como principal modelo de oração cristã, com a qual se inicia todas as demais orações. Todavia, não deve ser recitada como uma fórmula repetida “maquinalmente”. A oração do Pai Nosso é fundamental porque contém tudo aquilo que é essencial para a vida humana.

Dinâmica 2:
Desenho de olhos fechados (Deus é nossa Luz)
Material: Lápis e papel. 
Descrição: O dirigente pede para os participantes fecharem os olhos (não pode olhar, de verdade). Vai pedindo para cada participante que desenhe com os olhos fechados: 
1 – Uma casa
2 – Nessa casa coloque janelas e portas. 
3 – Ao lado da casa desenhe uma arvore. 
4 – Desenhe um jardim cercando a casa
5 – Sol
6 – Uma pessoa com olhos, nariz e boca dentro da casa 
7 – Nuvens e pássaros
8 – Uma fruta dentro da árvore
9 – Uma chaminé em cima do telhado da casa
Peça para abrirem os olhos e fazer uma exposição dos desenhos passando de um por um. Agora refletir: qual a mensagem dessa dinâmica?
Por fim peça para escreverem a frase a baixo: 
SEM A LUZ DE DEUS PAI, DEUS FILHO, DEUS ESPÍRITO SANTO, TUDO FICA FORA DO LUGAR

Sem a luz e a presença do Pai, toda obra sai imperfeita. Deus é única luz. Sem ela só há trevas. E essa luz é nos direcionada a partir das orações.

Para finalizar:
As orações devem ser feitas sobre nós, nossa família, amigos e também pelas pessoas próximas ou distantes que sofrem por algum motivo.
Ao fim do encontro peça aos participantes que se juntem em duplas e de frente um para o outro dê as mãos, agora em voz baixa, um vai orar pelo outro.