“Família, torna-te o que és!”

745
Família, torna-te o que és

“No plano de Deus Criador e Redentor a família descobre não só a sua «identidade», o que «é», mas também a sua «missão», o que ela pode e deve «fazer»”

 Qual a identidade da Família Cristã? Vocês pais, sabem? Vocês filhos, sabem? Cada um de vocês tem uma carteira de identidade onde são colocados os seus dados pessoais. Entre ela e a identidade familiar existe apenas uma diferença: enquanto a segunda é pessoal, a primeira é, ao mesmo tempo, pessoal e coletiva, é comunitária.

Criados à Imagem e Semelhança de Deus, trazemos em nossa alma a identidade do Infinito, revestida do Amor e da Comunhão. Nascemos por Amor e para Amar, e não se ama senão saindo de si em busca do outro. O Amor não é uma ilha cercada de nada por todos os lados.

Portanto, para que a Família torne-se o que realmente ela é, faz-se necessário retornar às origens da Criação, lembrando que Deus é Família – Pai, e Filho, e Espírito Santo.

Retornando ao Princípio, a Família descobrirá gradativamente a missão para a qual o Senhor a destinou: formar uma comunidade de vida e amor. Uma vida que se doa mutuamente, e o Amor que se entrega sem buscar nada em troca.

A fim de que a Família se torne a realidade que Deus quer, são necessários “quatro deveres gerais”:

  1. a formação de uma comunidade de pessoas;
  2. o serviço à vida;
  3. a participação no desenvolvimento da sociedade;
  4. a participação na vida e na missão da Igreja.

Sobre estas quatro pilastras realiza-se a transfiguração de famílias insossas em Famílias que serão “sal da terra e luz do mundo“.

Paz e Luz

Antonio Luiz Macêdo

Leia mais obras do autor:

Minhas Reflexões de Vida (início da página)

 

Antonio Luiz Macêdo