Conheça a História de São Francisco de Assis

491

São Francisco de Assis: Aprender com seu Exemplo e ser como Ele

Estátua de São Francisco de Assis

Este artigo foi criado pela equipe Arte Piedosa para uso exclusivo do blog Catequese Católica.

“E Jesus disse-lhe: amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo” é um mandamento encontrado em Mateus 22:37-39, que pode definir muito claramente a história de São Francisco de Assis.

São Francisco de Assis morou, durante toda a sua vida, em uma cidade onde o luxo, a riqueza e os bens materiais eram a parte mais importante da história de uma pessoa. Consequentemente, os pobres eram vistos com maus olhos e não eram bem tratados pela sociedade.

Quando ainda era jovem, São Francisco de Assis foi muito influenciado pelo lugar onde morava. Entretanto, apesar de se interessar pelas riquezas e diversões do mundo, ele costumava ser caridoso e era conhecido por estender uma mão amiga aos pobres.

Porém, quando ainda trabalhava como comerciante, São Francisco recebeu um chamado de Deus, através de uma experiência que teve com um pobre morador da cidade. Tal morador, mal vestido e necessitado, adentrou a loja de Francisco, dizendo: “Podes me dar uma esmola, pelo amor de Deus?”. São Francisco, porém, por estar ocupado com os negócios, expulsou o homem da loja com extrema rispidez, sem lhe dar nem um centavo.

Ao ver o homem sair do estabelecimento, triste e sem ter sido ajudado, o peso na consciência o atingiu. Francisco sabia que se o pedido tivesse sido feito em nome de algum rei, barão ou alguém pertencente à alta sociedade, ele o teria ajudado. Então, por que não ajudar àquele homem que estava pedindo em nome de Deus, o Rei dos Reis?

Foi naquele momento que São Francisco de Assis adotou como principal objetivo servir aos mandamentos de amar a Deus e ao próximo. São Francisco jurou ajudar qualquer um que lhe pedisse em nome do Pai Celestial, o Pai de todos. Assim, sempre que podia, Francisco ajudava aos pobres com grandes esmolas, fornecendo seus bens e, até mesmo, suas roupas aos que necessitavam.

Por mudar seu comportamento e amar ao próximo como amava a si mesmo, Francisco sofreu críticas dos membros da cidade, sendo julgado por eles e por seu próprio pai, que era extremamente apegado aos bens e riquezas.

Estátua de pedra de São Francisco segurando um bebê, em frente ao mar

Após uma grave briga com seu pai, Francisco renunciou, em público, toda a herança e riqueza que era sua por direito. Presenciando a discussão, o bispo da igreja o acolheu e o levou para a capela. Desse momento em diante, São Francisco adotou a pobreza como sua, identificando-se ainda mais com as dores dos que sofriam tanto com isso.

Foi fundada, então, a Ordem dos Frades Menores (os franciscanos): um grupo de pessoas que apoiava e seguia os ideais que São Francisco havia adotado, como a castidade, o auxílio aos pobres e a obediência aos mandamentos de Deus e seu filho, Jesus Cristo. A história de São Francisco de Assis deve ser compartilhada com todos, como um exemplo a ser seguido. Amar ao próximo, obedecer aos mandamentos, ajudar quem precisa ser ajudado são características que estão presentes em boas pessoas.

Imagem do desenho infantil O Pequeno Francisco

Incluir esse ensinamento desde o princípio da vida pode ser um desafio, principalmente para os pequeninos. Por isso, é recomendado que, desde cedo, seja feita a leitura de histórias infantis com essa temática.

Deixar que as crianças assistam a um desenho animado infantil que conta a história de São Francisco de Assis, também é uma boa opção, pois possui uma maneira delicada e gentil de explicar que a bondade e o amor são o melhor caminho.Imagens: Unsplash (Grant Whitty); Pixabay (Pascvii); Arte Piedosa