Mateus 6, 1-18 ensinando sobre esmola, oração e jejum

472
Estudo do Evangelho

“Quando você reza, jejua e dá esmola”

Escritura: Mateus 6: 1-18

1 “Cuidado de praticar sua piedade diante dos homens para ser visto por eles; pois então você não terá nenhuma recompensa de seu Pai que está no céu. 2” Assim, quando você dá esmolas, não soa trombeta diante de você, como os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para que sejam louvados pelos homens. Em verdade vos digo que receberam sua recompensa. 3 Mas, quando deres esmola, não saibas à tua esquerda o que faz a tua mão direita, 4 para que a tua esmola fique em secreto; e seu pai que vê em segredo te recompensará. 5 “E quando você orar, você não deve ser como os hipócritas; porque eles gostam de ficar e orar nas sinagogas e nas esquinas das ruas, para que possam ser vistos pelos homens. Em verdade, eu digo a vocês, eles receberam suas 6 Mas quando você orar, entre no seu quarto e feche a porta e ore ao seu Pai que está em segredo;7 “E, orando, não amontoe frases vazias, como fazem os gentios; pois pensam que serão ouvidas por suas muitas palavras. 8 Não seja como eles, pois seu Pai sabe o que você precisa antes de lhe perguntar. 9 Ore então, assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome. 10 Venha o teu reino, faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu. 11 Dá-nos hoje o pão de cada dia, 12 e perdoa-nos as nossas dívidas. Assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores, 13 e não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal, 14 porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, o vosso Pai celeste também vos perdoará, 15 mas se não perdoardes aos homens as suas ofensas, nem seu pai perdoará suas transgressões.

16 E quando jejuardes, não pareces desanimadores, como os hipócritas, porque eles desfiguram os seus rostos, para que o jejum deles seja visto pelos homens. Em verdade vos digo que eles receberam a sua recompensa. 17 Mas, quando jejuavas, unges a tua cabeça e lava o rosto, 18 para que o teu jejum não seja visto pelos homens, mas pelo teu Pai que está em secreto, e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

Estudo do Evangelho: Por que Jesus destacou a oração, o jejum e a esmola pelos seus discípulos? Os judeus consideravam esses três como as obras principais da vida religiosa. Estes eram vistos como os principais sinais de uma pessoa piedosa, os três grandes pilares em que a boa vida se baseava. Jesus apontou para o coração da questão. Por que você reza, jejua e dá esmola? Para chamar a atenção para si mesmo, para que os outros possam perceber e pensar bem em você? Ou para dar glória a Deus? O Senhor adverte seus discípulos da glória egoísta – a preocupação em ter boa aparência e buscar elogios dos outros. A verdadeira piedade é algo mais do que sentir-se bem ou parecer santo. A verdadeira piedade é amar a devoção a Deus. É uma atitude de admiração, reverência, adoração e obediência.

Você reza com alegria e confiança? Os judeus foram notados por sua devoção à oração. A oração formal foi prescrita por três vezes ao dia. E os rabinos fizeram uma oração por todas as ocasiões. Jesus adverte seus discípulos contra o formalismo, tornando a oração algo mecânico e desprovido de significado, com pouca consideração por Deus. Quando Jesus ensinou seus discípulos a orar, ele lhes deu a oração do discípulo, o que chamamos de Pai Nosso ou Oração do Senhor . Esta oração ousa chamar Deus de “nosso Pai” e ousadamente pede as coisas que precisamos para viver como seus filhos e filhas. É através do dom do Espírito Santo que podemos conhecer Deus pessoalmente e chamá-lo de “Abba, Pai”.(Rom. 8:15) Podemos nos aproximar de Deus nosso Pai com confiança e ousadia porque Jesus Cristo abriu o caminho para o céu para nós através de sua morte e ressurreição. Quando pedimos ajuda a Deus, felizmente ele não nos dá o que merecemos. Em vez disso, ele responde com graça e misericórdia. Ele é gentil e perdoa em relação a nós e espera que tratemos o nosso próximo da mesma forma. Você trata os outros como eles merecem, ou você os trata como o Senhor faria com graça e misericórdia? A oração de Jesus inclui uma injunção de que devemos pedir a Deus que nos perdoe na medida em que perdoamos aqueles que nos ofenderam. Peça ao Senhor para enchê-lo com o fogo do seu amor e misericórdia.

Qual é a recompensa certa que Jesus indica aos seus discípulos? É comunhão com Deus nosso pai. Somente nele encontramos a plenitude da vida e da felicidade, e a verdade e o amor. Santo Agostinho de Hipona escreveu a seguinte oração em suas Confissões: Quando eu estiver completamente unido a você, não haverá mais tristezas ou provações; totalmente cheio de você, minha vida estará completa. O Senhor recompensa aqueles que o buscam fervorosamente com corações humildes e arrependidos. Ele nos renova a cada dia e nos dá novos corações de amor e compaixão para que possamos servir a ele e ao nosso próximo com corações alegres e generosos. Você quer crescer em seu amor por Deus e por seu próximo? Busque-o com expectativa em oração, jejum e generosidade para com os necessitados.

“Senhor, dá-me uma fé viva, uma firme esperança, uma fervorosa caridade e um grande amor por você. Tire de mim toda a indiferença na meditação da sua palavra e entorpecimento na oração. Dá-me fervor e prazer em pensar em ti e na tua graça, e enche-me de compaixão pelos outros, especialmente os necessitados, para que eu possa responder com generosidade ”