Quando um filho pede dinheiro

473

Certa vez, um sábio passeava na praça, quando um homem aproximou-se dele e disse: “Sei que és um grande mestre. Hoje de manhã, meu filho me pediu dinheiro para comprar algo que custa caro. Devo dar?”

O sábio respondeu: “Se essa não é uma situação de emergência, aguarde uma semana, antes de atender o seu filho”.

O pai questionou: “Mas, se tenho condições de ajudá-lo agora, que diferença faz?” “Uma diferença muito grande”, explicou o mestre. “As pessoas só dão o real valor a algo, quando têm a oportunidade de duvidar se irão ou não consegui-lo”.

Criança que recebe tudo fácil, não valoriza o que recebe.

Maria, Mãe dos educadores, rogai por nós.