Sagrada Família

1135
Sagrada Família

Sempre no domingo após a Solenidade de Natal a Igreja relembra a Sagrada Família: Jesus, Maria e José. É a família de Nazaré, anunciada e testemunhada nas Escrituras Sagradas. Na Sagrada Família toda humanidade pode inspirar-se. Cada membro dessa divina família, de modos diferentes, viveu em toda a sua vida aquilo que se inspirava na vontade de Deus. Vamos contemplar Jesus, Maria e José como família modelar.

Na primeira leitura(cf. Eclo 3,3-7.14-17a), o livro do Eclesiástico vai recuperar as raízes e a identidade do povo israelita, que estava vivendo momentos de dificuldades, em que se perdera o sentido da vida. Estavam em terra estranha, sofriam muitas dificuldades, principalmente a influência de culturas estrangeiras. Todos nós, aprendemos desde cedo, ainda dentro de casa o que fala a leii de Deus: “Honra teu pai e tua mãe, para que vivas longos anos na terra que o Senhor teu Deus te deu!”(cf. Ex 20,12). Para quem tem vida longa, por cuidar e honrar seu pai e sua mãe, a primeira leitura acrescenta duas promessas: primeiro, que no dia em que orar, será atendido; e, segundo, servirá para reparar os teus pecados!

Muitos me perguntam: o que honrar o pai e a mãe? Não pode ser apenas uma questão formal de obediência. Honrar pai e mãe é respeitar, ajudar, ter afeto, dar espaço, importância e ser presença permanente na vida dos seus pais. Porque não há maior alegria para um filho do que estar na companhia de seus pais.